Pão de Passas e Mel


Não me lembro de ver a minha avó a cozer pão no seu forno de pedra, mas recordo-me tão bem da masseira na cozinha, dos utensílios enormes em madeira, todos gastos pelo uso, pela idade.
Um forno que serviu para cozer muito pão de milho e broa de mistura, tudo em grandes quantidades.


Por cá em quase todas as casas se cozia pão, broa, como nós chamámos, e lembro-me da minha vizinha, uma senhora, quase nos seus 90 anos vir entregar metade de uma broa, ainda quente, embrulhada numa toalha ou pano, era um ritual que se repetia sempre que cozia o seu pão.


E agora que as lembranças teimam em aparecer, não podia deixar de recordar a moagem bem perto de casa, sei que muitas das farinhas vinham de lá, e eu gostava tanto de lá ir, as máquinas que faziam um barulho tão forte, os sacos com tantos quilos de farinha, e nós trazíamos apenas algumas sacas.
Sempre gostei de pão, e por mais "modas" que apareçam para o meu pequeno-almoço eu prefiro sempre um pão, e de preferência escuro e com muitas sementes.


Pão de Passas e Mel 
receita adaptada do livro Paul Hollywoods Bread

  • 100 gramas de farinha de aveia 
  • 100 gramas de farinha integral 
  • 250 gramas de farinha de trigo T65
  • 225 gramas de uvas passas 
  • 250 ml de  água morna 
  • 14 gramas de fermento de padeiro seco
  • 8 gramas de sal 
  • 25 gramas de manteiga sem sal
  • 5 colheres de sopa de mel 
  • 1 colher de sopa de açúcar amarelo
  • farinha T65 para polvilhar 
  • 1 colher de sopa de mel para pincelar 

Num tacho pequeno colocar a manteiga, o açúcar e o mel, levar ao lume até a manteiga estar derretida e o açúcar dissolvido, retirar e acrescentar as uvas passas, envolver muito bem na mistura liquida.

Colocar a mistura anterior num passador de rede sobre um recipiente afim de aproveitar a mistura liquida, com as costas de uma colher ir "apertando" as uvas passas.

Na cuba da máquina colocar a água, a mistura liquida, as farinhas, o sal e por fim o fermento de padeiro seco, escolher o programa massa.

Untar com manteiga e polvilhar com farinha uma folha de papel vegetal, forrar uma forma de bolo inglês grande com o papel, reservar.

Após terminar o programa retirar a massa e com ajuda da farinha amassar alguns minutos, juntar as uvas passas.

Pré- aquecer o forno a 180ºC.

Colocar a massa na forma e cobrir com película aderente untada com um pouco de óleo, deixar levedar cerca de 30 minutos em local quente.

Levar ao forno 35 minutos.

Retirar e pincelar com o mel.

Deixar arrefecer na forma sobre uma rede de cozinha, desenformar.

Bom Apetite...


24 comentários:

  1. Que maravilha!
    Está mesmo muito apetitoso!

    ResponderEliminar
  2. ¡¡Hola Sandra!! El pan ha quedado maravilloso, me gusta mucho el sabor de las pasas. Besitos.

    ResponderEliminar
  3. Achei curioso pois tenho umas memórias muito semelhantes! Não me recordo da minha avó fazer pão ou cozinhar, aliás a única coisa que me lembro dela fazer é maionese! E também havia uma vizinha que sempre que cozia pão vinha trazer à minha avó e essa mesma vizinha tinha uma moagem, íamos lá muitas vezes moer milho! Que recordações tão boas!

    ResponderEliminar
  4. Adoro pão e este tem farinhas que eu gosto e tem passas que eu adoro.
    É um pão que me enche as medidas, ficou maravilhoso
    bj

    ResponderEliminar
  5. Olá minha querida!
    Amei o seu relato cheio de histórias bonitas, é gostoso este tipo aconchego.
    O teu pão ficou maravilhoso, amei!

    Um grande beijo no seu ♥

    ResponderEliminar
  6. Eu adoro pão, mesmo não sendo uma grande apreciadora de passas, sou bem capaz de experimentar este

    ResponderEliminar
  7. Se há algo que sinto uma saudade enorme quando passo algum tempo em "dieta" é o pão, mais do que os bolos. E pão morno, assim com um toque de doce, é divinal. Tenho sempre que me conter, porque não dá vontade de parar de comer. Vou ter de experimentar esta delícia.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Adorei este pão com passas!
    Vou guardar a receita.

    ResponderEliminar
  9. Olá Sandra: que belo pão!! Adoro pão e este, com as passas, está lindo! Deve estar também delicioso, pois pela fatia gulosa que nos mostras, dá para perceber.
    Tão bonitas as tuas memórias. Gostei muito.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  10. QUe lindo e delicioso pão, Sandra!
    Bj,
    Lylia

    ResponderEliminar
  11. Ficou sensacional esse pão Sandra, a foto da fatia me encheu de vontade.Vou fazê-lo com certeza!!
    Bjs

    ResponderEliminar
  12. Ficou sensacional esse pão Sandra, a foto da fatia me encheu de vontade.Vou fazê-lo com certeza!!
    Bjs

    ResponderEliminar
  13. Olá Sandra! Ainda não conhecia o teu blog (como é que é possível?!) e assim pelas primeiras receitas e fotos já fiquei fã. Vou explorar! Muito obrigada!

    ResponderEliminar
  14. Dessas belas recordações não tenho, tenho outras igualmente antigas :)
    Adorei o teu pão, até lhe sinto o aroma e a textura!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Ai Sandra, que pão mais apetitoso! Eu fico muito feliz com um pequeno almoço que tenha pão e manteiga!
    Na terra dos meus avós também era assim, só se cozia pão ao sábado, a minha avó fazia muitos para dar a semana toda e alguns que a minha mãe depois trazia. O meu ritual quando lá estava, era ír a casa de uma prima da minha avó, que era mesmo ao lado, para ir buscar uma Caralhota, que ela fazia só para mim. Lembro-me tão bem da casinha do forno, eu sentava-me lá à espera do pão, que de seguida ía comer cheio de manteiga :-)) Eu adorava aquilo!

    ResponderEliminar
  16. Ai meu deus, ai meu deus... QUERO!!!

    ResponderEliminar
  17. Faço pão na minha máquina de fazer pão, de um tipo só. Cheio de grãos.
    Pena que no calor daqui, rapidamente fique mofado.

    ResponderEliminar
  18. Essas memórias devem ser muito engraçadas! A comer pão gosto muito dele com sementes :) Esse com passas também parece maravilhoso, gosto muito!

    ResponderEliminar
  19. Adoro essas memórias. Do pão tenho muitas, desde pequena.
    Lembro-me da gamela onde a minha avó sempre amassava o pão e de à sexta-feira o cozer e comer ainda quente a sair do forno a lenha. Tão bom! Hoje ela já não amassa, não tem força, mas vou fazendo pãezinhos à medida que posso, adoro pão, e adoro experimentar novas receitas.
    Pãozinho e cevada quentinha, é um pequeno-almoço tão bom, desde pequena que vejo a minha avó a tomar assim. Eu gosto de variar, mas tem que haver pão pois tem!
    O teu pão ficou perfeito, o miolo, bem fofo. As fotos lindas, adorei o mood delas. Lindo!!
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  20. minha amiga querida como sempre suas fotos e receitas são perfeitas eu amei bjokas doces

    ResponderEliminar
  21. Minha querida,
    e não são tão boas essas lembranças?
    Na casa da minha avó paterna é assim! Na altura do Natal e Páscoa lá vou com a minha avó para o forno ver a broa :) E que grandes broas (não sei se aí é assim também) Uma broa mal cabe nos braços! E ela faz logo muitas para dividir e ir para toda a família! É uma broa diferente e é tão boa!
    O teu pão está muito bonito! Gosto muito de pão de passas! :) Já comia uma fatia!
    O meu pequeno almoço é tal e qual o teu, pão escuro com sementes :) eheh
    Um grande beijinho querida

    ResponderEliminar
  22. Querida Sandrinha, tem receitas que nos faz remeter a infância e dos tempos e traquinagens que eram tão bons, e depois de muita bagunça íamos tomar um leite com chocolate acompanhado de um pão fumegante saidinho do forno. Esse seu pão me lembrou muito bem esses dias felizes. Ficou lindo com uma textura super macia. Imagino o sabor e aroma que ficou. Adorei. Beijinhos

    ResponderEliminar